14 novembro 2007

Musiquinha...

Letrinha de uma música triste, mas com uma letra bem interessante... e o melhor (a cereja do bolo!!!), tem uma mensagem otimista no final: "E essa abstinência uma hora vai passar... "

Ah, a música é intepretada pela Pitty.


"Te vejo errando e isso não é pecado,
exceto quando faz outra pessoa sangrar
Te vejo sonhando e isso dá medo
perdido num mundo que não dá pra entrar

Você está saindo da minha vida
E parece que vai demorar
Se não souber voltar, ao menos mande notícias
Cê acha que eu sou louca
Mas tudo vai se encaixar

Tô aproveitando cada segundo
Antes que isso aqui vire uma tragédia

E não adianta nem me procurar
Em outros timbres, outros risos,
eu estava aqui o tempo todo, só você não viu

E não adianta nem me procurar em outros timbres, outros risos
Eu estava aqui o tempo todo,só você não viu.

Você tá sempre indo e vindo, tudo bem,
dessa vez eu já vesti minha armadura
E mesmo que nada funcione
Eu estarei de pé, de queixo erguido

Depois você me vê vermelha e acha graça,
mas eu não ficaria bem na sua estante
Tô aproveitando cada segundo
Antes que isso aqui vire uma tragédia

E não adianta nem me procurar
Em outros timbres, outros risos
Eu estava aqui o tempo todo
Só você não viu...

E não adianta nem me procurar
Em outros timbres, outros risos
Eu estava aqui o tempo todo
Só você não viu.

Só por hoje não quero mais te ver,
só por hoje não vou tomar a minha dose de você
Cansei de chorar feridas que não se fecham, não se curam
E essa abstinência uma hora vai passar..."

13 novembro 2007

Atualizaçõezinhas

Não, não é um post gigante (pelo menos a princípio). São só algumas atualizaçõeszinhas que não podiam deixar de ser feitas, devido à felicidade que me causaram...

Felicidade 1:
Ontem, pra variar, puseram-me naquele tipo de situação "hein???". Uma amiguinha minha, Luiza, devidamente importada do círculo de amigos do meu filho, resolveu que queria plantar bananeira na parede, mas, como ela estava com medo, fui convidada a ajudá-la.

Como não consigo ficar sem dar palpite e querendo incentivar a menina a perder o medo e descobrir o quanto é legal aprender coisas novas, achei de dar umas "aulinhas" de como é que se planta bananeira na parede. Resultado: a garota perdeu o medo e plantou bananeira a tarde toda.

Hoje, assim que pisei no colégio do meu filho, só ouvi aqueeeeeele grito "Andreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeea, olha só" (não, lá ninguém me chama de tia ou coloca "senhora" ou "dona" diante do meu nome. Sou a Andrea e pronto) ... e dá-lhe bananeira.

Ainda extasiada de minha façanha, no melhor estilo "ajude as pessoas a crescerem", percebo um senhor um tanto quanto orgulhoso, mas também preocupado... era o avô da Luíza. E a cada "olha aqui", "olha de novo", "é a última, tá?", "só mais uma", via que ele, apesar de não sair de perto da neta, vibrava com cada façanha dela.

Felicidade 2:
Estava eu, no ônibus, indo para a faculdade. Até aí, tudo normal. Aproveitando meu tempo pra estudar (ainda normal). Resolvi fechar o livro e fiquei observando um homem que vinha para descer na próxima parada. Quando liguei o nome à pessoa, me veio uma felicidade tão grande de tê-lo visto que, quando se sentou ao meu lado, dei-lhe um abraço tão carinhoso, tão honesto, tão longo, daqueles de se perder nos braços da pessoa, daqueles que eu não dava há tempos. Foi tão inesperado e tão sincero, que conseguiu desanuviar uma nuvenzinha que pairava em minha cabeça por conta de um sonho muito ruim e alegrou (e muito) o meu dia.

Não, não era o meu namorado, mas alguém de quem gosto muito, por quem tenho um carinho enorme (só não digo o nome dele, por não ter tido permissão). Mas, se um dia ele ler esse trechinho deste post, ficará sabendo da alegria que me trouxe.

Felicidade sempre:
Minhas aprontações com o Marco no colégio dele estão ficando cada dia mais gostosas. Começamos a estabelecer tacitamente algumas condutas dignas de garotos da pré-escola!!! Essa é a parte leve do meu dia, a parte que me dá combustível pra continuar o dia, pra continuar a semana, pra continuar a vida!!! Meu filho é simplesmente maravilhoso!!!

Comentário pertinente:
Uma de minhas melhores amigas, a sem-vergonha da Lilica, (finalmente) leu o meu blog!!! Em vez de elogiar ou mesmo ficar com a cara roxa de vergonha por tê-lo lido pela primeira vez dois anos e meio depois, comentou tão-somente "nossa, você ainda tá falando da novela!!!". Ah, isso dois dias depois da novela ter acabado e um dia depois da reprise (pequeno detalhe - é redundante, mas uso assim mesmo -: a pessoinha estava DE CARONA,para o Valparaíso, no carro do meu namorado. Estão vendo como sou boazinha??? Não tive coragem - apesar da vontade - de deixá-la às margens da rodovia!!! E olha q. ela merecia!!!).

Não contente com o primeiro malfadado comentário. A mocinha chega esta semana e diz "atualiza aquele seu blog, ainda tá na novela!!!". Outro detalhezinho: a criatura é minha amiga de faculdade; logo, sabe bem a correria que tá aquilo lá no final deste semestre, e ainda assim, vem falar da p%$#@* da novela!!! Tsc, tsc, tsc... e pra emendar tudo, eu ainda amo essa fulana!!!

É só!!!