29 janeiro 2010

Operador de telemarketing...

Essa foi (literalmente) de matar!!!

Observe a ênfase do redator quando colocou "com tempo de sobra"...

Fui!!!

Ps. perdão pelo trocadilho infame

26 janeiro 2010

Irritadiça??? Que nada!!!

Maria Confusão, eeeeeeeeeeeeeeeuuuu??? Imagina!!! Está cientificamente comprovado que é só a minha beleza dando mostra de sua fúria!!!

Fui!!!

25 janeiro 2010

BBBichas!!!

... ou BBBurros!!!

Que o BBB 10 tá apinhado de bibas, todo mundo já sabe... a novidade é que alguns projetos de bibas estão mostrando seu lado burro!!! Veja o exemplo do Eliezero (tirei daqui): a guria com quem ele tá ficando duvida de sua masculinidade; não satisfeita, ela resolve tirar a dúvida com a biba-mãe da casa; mas o mais interessante é que, quando o Eliezero vai desabafar com o maromba da casa, ele solta algo como "pô, e ela vai falar com o Dicesar que é homossexual também..."

Peraí, "também"... como assim "também"... é mesmo de se duvidar da masculinidade de um cara desses, né não??? Até pq da burrice, a gente já tem certeza!!!

Grossa, eu????

Quando eu penso que sou um ícone da grossura, chega alguém e me tira do trono!!!

Nem eu seria tão direta, tão indubitável!!! De toda sorte, não aconselho testes, ok???

Fui!!!

21 janeiro 2010

Nova série!!! Vídeos bregas...

Esta série é uma singela homenagem a alguns pretensos cantores, dançarinos e adjacências que, num belo dia, acharam que podiam fazer sucesso... Alguns conseguiram, outros me divertem horrores.

Eles merecem nossa atenção e nosso aplauso, pois, em momentos dramáticos, soturnos e tristonhos de nossas vidas, seus vídeos nos dão a certeza de que yes, it could be worst!!!

Nossa primeira homenageada é Kate Bush, em seu clip Wuthering Heights. Pra quem não sabe, Wuthering Heights é título de um livro famosésimo que, na tradução para o Português, ficou O morro dos ventos uivantes. Pode até não parecer, mas o livro é um drama, uma tragédia que nossa Kate Bush conseguiu transformar em comédia, inaugurando o que, anos mais tarde, foi repetido em Todo mundo em pânico...

Nunca pensei que diria isto, mas divirtam-se com Wuthering Heights

Comentários:
- logo no início, ela "surge"
- a florzinha moribunda no cabelo dela ameaça abandonar a produção
- no pescoço,há uma planta carnívora...
- reparem em como a sombra verde combina com o vestido vermelho-bitch
- depois de algumas expressões (???) e movimentos (???) manuais, ela resolve atacar de sonambulismo (no livro não tinha nenhum sonâmbulo, só mesmo a falecida da Katherine... ops, contei um dos trunfos da obra)
- percebe-se ainda um protótipo do AB Toner na cintura da moça
- a freada no menor estilo carreta, passando para um giro "mamãe-a-vodka-acabou" é um dos pontos fortes da coreografia
- após, percebemos os passos jurássicos do jazz
- seguem alguns trejeitos tooooooooooooooooscos de mímica


(nomeando alguns passos)
- 1:18, eis que surge o passinho "locomotiva"
- em 1:20, temos o "striper-xepa" (ou vulgívaga de fim de feira)
- 1:26, "sim, eu fiz ginástica ritmica" ("ritmica" aqui é figura de linguagem, ok??)
- 1:27 a 1:32, what a f... is that???
- 1:45, "eu também fiz patinação artística, tá???" ("artistica" tb é figura de linguagem)
- 1:47, "manhê!!! Achei a vodka!!!"
- 2:16, mais mímica
- 2:21, ofendendo o beija-flor
- 2:33, mineiro atrás do toco
- 3:14, empolgação na despedida (ou what a fu... that??? part II)

3:27 ela FINALMENTE desaparece!!!
Epa!!! Ela ressurge... e desaparece... e ressurge... socoooooooooooooorro!!!

E olha que a florzinha aguentou tudinho até o final!!!

Da série "teses ridículas de defesa III"

Fato: empresa especializada em treinamentos envia inúmeros "spams" a um usuário. O sujeito envia fax, e-mail etc, solicitando que a empresa cometa a gentileza de excluí-lo da lista de propagandas. Bem, nada deu certo...

Tese ridícula de defesa: traduzindo para o bom Português, foi algo mais ou menos assim "Ô Excelência, o negócio é o seguinte, a gente temos o direito de propagandear pra quem a gente queremos. Se o autor não tá gostando é só mudar de e-mail!!! Simples, né???". (Com uma tese canhestra dessas, o palavreado do "adevogado" deve ter sido bem semelhante a esse).


Certas teses de defesa me fazem querer saber qual faculdade teve a coragem de dar o diploma de bacharel a determinados indivíduos. Essa curiosidade é para que eu saiba bem onde fica a instituição de (des)ensino, para que eu possa passar beeeeeeeeeeeeeeeem longe... Vai que a burrice é osmótica!!!

Resultado: a empresa ficou R$ 1.500,00 mais pobre (se eu fosse o autor, recorria)

20 janeiro 2010

Fofoca "jurisprudenciada"

Se não me engano, quando alguém lhe conta um fato e pede segredo, mas você vai lá e conta pra todo mundo, há a fofoca. Segundo o Dicionário Online Priberam, um dos significados de "fofoca" é Facto ou coisa contada em segredo, sem conhecimento do(s) visado(s) ou sem conhecimento real ou efectivo

Feitas essas considerações, vamos ao que interessa. Diogo Mainardi, autointitulado "jornalista", resolve fazer uma fofoca na Veja. O ofendido ajuíza uma ação e vê, na sentença, a institucionalização do mexerico, pois, no entender da magistrada, divulgar informações recebidas por terceiros não configura excesso.

A fofoca em si já é condenável. Usar uma revista para divulgar uma fofoca é coisa de pessoas com algum tipo de atrofia. (Sigilo da fonte é algo desconhecidíssimo pelo "jornalista".) Agora ver que o Judiciário acoberta esse tipo de coisa, a despeito da legislação, é de doer!!!

Fui!

14 janeiro 2010

Contos de fada...

Até parece que fui eu que escrevi!!!

Só modificaria algumas coisinhas:

- Cinderela - denunciaria sua madrasta e irmãs à polícia e exigiria indenização por dano moral e deixaria que comesse as perdizes que quisesse;
- Bela Adormecida - fundaria um SPA de relaxamento que seria um sucesso.
- Branca de Neve - abriria uma boate GLS (ou GLBT). Na noite de estréia, haveria uma fila quilométrica.

Por enquanto, só seria isso mesmo!!!

13 janeiro 2010

Novos conceitos de ditados populares...

Ditos populares são bastante interessantes, mais interessantes são as releituras de alguns deles. Aproveitando um insight de humor afrodescendente, apresento a releitura de "em boca fechada não entra mosquito"

12 janeiro 2010

Vocês vão ter que me engolir...

... por muiiiiiiiiiiiiito tempo...

Como bem lembrado por alguém, cientistas comprovaram que terei vida longa!!!

Legal mesmo foi a paciência de quem achou essa pérola de reportagem em me explicar onde ela estava... era de deixar Dalai Lama roxo de inveja!!!

Fui... mas, segundo os cientistas, voltarei!!!

08 janeiro 2010

Fast food...

Apesar de o pronome possessivo ser de primeira pessoa, é bom deixar claro que não diz respeito à dona deste blog, ok???



Conheço gente cujo rosto é... deixa pra lá...

Poison... ou Activia!!!



Porque tem gente que é um veneno em pessoa... hum, dependendo do(a) sujeito(a) é o laxante em pessoa...

Fui!!!

Marketing pessoal...

Isso sim é marketing pessoal...

Fui!!!

07 janeiro 2010

Meu sósia...

Em termos de gafe e baratas, acabo de encontrar minha cara metade...

Fui!!!

Paraíso...

Alguém aí tem uma panela tamanho gigante???

04 janeiro 2010

In love again...

Estou novamente apaixonada... o objeto de minha nova paixão é falecida há 32 anos, mais precisamente desde 16 de setembro de 1977. Minha nova paixão chama-se Cecilia Sophia Anna Maria Kalogeropoulos ou simplesmente Maria Callas.

A controvérsia que seu nome suscita deu-me a motivação necessária para me interessar por sua vida e obra (unanimidades não são bem a minha praia). Outro ponto que me despertou fervorosa curiosidade foi a indagação de como uma mulher fantástica como ela pôde amar tão calorosamente um sujeito tão desinteressante como Aristóteles Onassis. Sim, ela amou o homem, pois não precisava da fortuna dele (coisa bem diversa ocorre hoje em dia, mas isso é assunto para outro post).

Os "entendidos" de música erudita dizem que a voz de Maria Callas não era essa coca-cola toda. Os defensores de Renata Tebaldi, sua rival durante anos, colaboraram para que essa visão se perpetuasse. Em verdade, fizeram enorme favor a La Callas, pois, se sua voz deixava a desejar e, ainda assim, ela é uma das maiores divas de todos os tempos (se não a maior), é de se presumir que ela tinha algo de extraordinário, que transcendia sua voz.

Passei uma tarde inteira procurando um vídeo que se compare a este: O Mio Bambino Caro. Fui desde Renata Tebaldi a Monsserat Caballet. Realmente a pureza da voz de Monserrat e Tebaldi se destacam, mas a emoção que a voz de La Callas carrega não deixa dúvida sobre sua extraordinariedade... se quiser testar, ouça a ária sem ver o vídeo e perceba o desespero em sua voz, a tristeza, o "desisto", nas outras, vê-se somente a técnica perfeita, desmotivada, "desemocionada"...

Não bastasse isso, nota-se que o corpo inteiro de Maria Callas canta... tire o som dos vídeos linkados e observe a expressão de cada uma das cantoras. A entrega de La Callas é divina...

Ainda não consegui descobrir o que a fez amar Onassis, mas sei bem o que ele perdeu ao deixá-la por Jackie O. Aliás, ele próprio sabia, porém já era tarde...

Fui...